bk colors pashu crop.jpg
Pashupatinath Temple, Kathmandu, Nepal
1200px-Flag_of_Nepal.svg.png

NEPAL

world map nepal.png
Nepal map.png
Geografia

No meio dos gigantes Índia e China o Nepal é um pequeno país que traz consigo histórias e culturas de imensos e profundos significados. Localizado no sul da Ásia, na região dos Himalaias, é considerado o "teto do mundo", pois possui oito das maiores montanhas do mundo, inclusive o Monte Evereste, a mais alta montanha do planeta!

Sua capital é Kathmandu, o idioma Nepali e a moeda local é a rupia nepalesa.

Bandeira

A bandeira do Nepal é um grande símbolo de resistência à colonização britânica. O Nepal foi o único país a manter seu formato original de bandeira (antes muito comum no subcontinente indiano), que não segue o padrão quadrilátero do resto do mundo. Existem algumas teorias quanto ao seu significado. 

bk him1.jpg
Dhaulagiri mountain, Phokara.

O sol e a lua, segundo algumas interpretações, representam os Shah e os Ranas, as duas dinastias governantes mais poderosas do Nepal nos últimos 500 anos. Acredita-se também que a bandeira é constituída por dois triângulos, um acima do outro, cada um contendo um símbolo retratado. Na parte inferior, está o sol iluminando. E na parte superior, a Terra surge como a meia lua de sombra abaixo de um astro no momento do crepúsculo. É como se o mesmo fenômeno fosse visto simultaneamente por alguém presente na Terra e por alguém no espaço. Há quem acredite também que os triângulos representem as montanhas do Nepal. Porém, atualmente, se diz de forma simplificada que os símbolos são "apenas" símbolos de esperança de que o Nepal, e tudo o que essa incrível nação representa, perdure tanto quanto o Sol, a Terra e as estrelas. E é o que nós desejamos também!

Sadhus, Pashupatinath Temple, Kathmandu.
bk sadhus triple copy.jpg
Religiosidade

A influência da religião é parte da indentidade desta nação e, apesar de composta por maioria hindu, foi no Nepal (na região de Lumbini, sul do país) que nasceu, em 543 a.C., Sidharta Gautama, que depois de atingir a iluminação ficou também conhecido como Buddha Shakyamuni. O budismo tem forte presença no Nepal e convive em plena harmonia com o hinduísmo, dividindo preceitos como reencarnação, karma e moksa (iluminação), através de mantras, yoga e meditação.

E3EF803C-4AD5-476C-ACA6-050643CE2E19.jpe
bk boudhanathstupa.jpg
Boudhanath Stupa, Kathmandu.

Existem diversos templos espalhados pela capital, como Pashupatinath Temple, o templo mais antigo de Kathmandu, dedicado ao deus hindu Shiva, é um complexo religioso que beira o rio Bagmati, com muitos ghats, locais para banho e rituais de cremação.

O maior templo budista tibetano, Boudhanath Stupa, é o mais sagrado do mundo fora do Tibet, também chamado de Ja Rung Kashol, é uma das maiores estupas semiesféricas do mundo, com 36 metros de altura e visto de cima possui formato de mandala. 

bk Pashu.jpeg
 Pashupatinath Temple, Kathmandu.
bk kath city.jpg
Kathmandu
bk nepal people.jpg

O Nepal é uma nação muito pobre, com sua economia baseada na agricultura e no turismo, possui quase 1/4 da sua população vivendo abaixo da linha de pobreza. Os indicadores sociais (IDH, mortalidade infantil) são bem piores do que os do Brasil e, mesmo assim, possui taxa de homicídio incrivelmente mais baixa, sendo de 1,5 a cada 100 mil habitantes, comparada a 24,7 no Brasil.  

Mas como disse Bhuda, “Não é mais rico quem tem mais, mas quem precisa de menos.” E isso é muito Nepal: valorizemos aquilo que realmente importa, e nos tornemos mais conscientes de nossas escolhas!

sarangkot.jpg